Sem capacete, casal em motocicleta morrem atropelados por carreta na BR 163 - ANARIWEB

Seguidores

DESTAQUES DA SEMANA

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Sem capacete, casal em motocicleta morrem atropelados por carreta na BR 163

 Um casal morreu após um acidente envolvendo uma moto e uma carreta, na noite desta quarta-feira (12), na BR-163, no km-106, a aproximadamente 20 Km de Rondonópolis (MT). As duas vítimas tiveram traumatismo craniano com perca de massa encefálica.



A mulher teve a cabeça estourada. Chovia no momento do acidente. O homem foi identificado como Robson de Assis Vitor de 37 anos. A mulher ainda não foi identificada.


Conforme informações, os dois veículos seguiam na mesma direção sentido Campo Grande (MS) a Rondonópolis, quando o motorista da carreta bateu na traseira da moto.


O casal estava em uma moto Titan 125 vermelha. Com a força do impacto as duas vítimas foram arremessadas e bateram na grade de proteção metálica que fica nas margens da pista.


As vítimas foram encontradas sem os capacetes. Ainda não se sabe se os objetos saíram das cabeças das vítimas no momento da colisão, mas os capacetes não foram localizados pela Perícia.


As duas vítimas morreram ainda no local.


A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) informou que a chuva dificultou as investigações.


“Por algum motivo o motociclista devia ir um pouco lento e o carreteiro também não parou, não diminuiu a velocidade, no caso. O impacto foi forte jogou moto e vítimas fora da pista. Pelo tamanho do impacto eles não tiveram a menor chance. Teve traumatismo craniano e morte instantânea, o casal. Marcas foram deixadas no guard rail, foi principalmente o que causou as lesões nas vítimas, porque com o impacto eles bateram no guard rail, inclusive a mulher teve a cabeça totalmente estourada e traumatismo craniano e não teve a menor chance porque a pancada foi muito forte” explica o perito Francisco.


O motorista da carreta só conseguiu parar o veículo a cerca de 240 metros após a colisão.


Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Rota do Oeste, Politec e Instituto Médico Legal (IML) estiveram no local.

Fonte agora MT

Páginas