Preço da carne pode ter motivado assassinato de mulher no réveillon - ANARIWEB

Seguidores

DESTAQUES DA SEMANA

domingo, 9 de janeiro de 2022

Preço da carne pode ter motivado assassinato de mulher no réveillon

 Foto: Reprodução

O assassinato da jovem Rosângela Marcoski, de 26 anos, em Videira, Santa Catarina, pode ter sido causado por uma discussão trivial: uma discussão pelo preço da carne. Durante uma confraternização de ano-novo na noite de 31 de dezembro de 2021, ela foi golpeada nas costas, possivelmente com um espeto de churrasco — ou uma faca — pelo próprio cunhado.



Rosângela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.


Desde então, o crime está sendo investigado pela Polícia Civil do estado, mas os agentes estão com dificuldade para explicar a motivação. Isso porque, segundo o delegado Ismael Gustavo Jacobus Marmitt, responsável pelo caso, as mais de 20 testemunhas presentes no momento estavam embriagadas, incluindo o autor dos golpes.


"As testemunhas sequer conseguiram explicar o que motivou, mas mencionaram que poderiam ter se iniciado por causa do preço da carne. A embriaguez alcoólica era evidente, especialmente do autor, que eu nem consegui interrogá-lo após a prisão em flagrante. Ele estava num estado de embriaguez elevadíssima. Dias depois, ele foi interrogado no presídio, disse que não lembrava dos fatos e preferiu ficar em silêncio", explicou em entrevista ao jornal O Globo.


O autor do crime é um homem de 21 anos que não teve a identidade revelada. Natural do Paraná, ele está preso preventivamente em Videira.


A polícia aguarda a divulgação do laudo pericial para ter mais detalhes do que aconteceu e ainda não descarta que o assassinato seja classificado como feminicídio.


No fim da investigação, o homem pode ser indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe e fútil, por recurso que dificultou a defesa da vítima.


Do Correio Braziliense


Com informações do site: DiárioVip

Páginas